Próximo webinar

Junte-se a nós para um Webinar GRATUITO em Processamento automatizado de inscrição em benefícios de saúde com Astera

27 de junho de 2024 – 11h PT/1h CT/2h ET

Blogs

Home / Blogs / O que significa API e como funciona uma API?

Tabela de conteúdo
O Automatizado, Nenhum código Pilha de dados

Saiba como Astera O Data Stack pode simplificar e agilizar o gerenciamento de dados da sua empresa.

O que significa API e como funciona uma API?

27 de maio de 2024

As APIs desempenham um papel crucial na tecnologia digital moderna, facilitando a comunicação entre diferentes aplicativos de software de maneira contínua e eficiente. De compras online a plataformas de mídia social, as APIs permitem diversas funcionalidades que aprimoram as experiências do usuário e impulsionam a inovação.

Nesta postagem do blog, explicaremos o que significam as APIs, como funcionam as APIs e como elas beneficiam as empresas.

O que significa API?

'API' apoia Application Programming Interface.

Aplicação: refere-se a qualquer software com uma função distinta.

Interface: serve como um contrato de serviço entre duas aplicações.

Este contrato descreve como os aplicativos se comunicam por meio de solicitações e respostas. As APIs facilitam a interação e integração perfeitas entre diferentes sistemas de software, permitindo-lhes compartilhar dados e funcionalidades de forma eficiente.

Define os métodos e formatos de dados que os aplicativos podem usar para solicitar e trocar informações. As APIs permitem a integração de diferentes sistemas de software, permitindo que trabalhem juntos, compartilhem dados e acessem as funcionalidades uns dos outros. Pense nas APIs como um intermediário entre duas aplicações que precisam compartilhar informações.

No passado, as APIs não eram tão comuns. Inicialmente, eles foram integrados como bibliotecas de sistemas operacionais. Conseqüentemente, eles estavam limitados aos sistemas nos quais eram operados. O objetivo principal das APIs era passar mensagens de um mainframe para outro. Demorou cerca de 30 anos para que as APIs evoluíssem além do ambiente local.

Em 2000, as APIs ganharam imensa popularidade e tornaram-se parte integrante da integração avançada de dados. Hoje, a maioria das organizações cria APIs personalizadas e de prazo para uso interno ou fornecendo um serviço perfeito aos seus clientes.

Por que precisamos de API?

APIs tornaram-se cada vez mais importantes no desenvolvimento de software moderno. Eles permitem que os desenvolvedores se concentrem na construção de novos recursos, em vez de reinventar a roda. Por exemplo, um desenvolvedor de aplicativos móveis pode usar uma API para acessar um serviço meteorológico em vez de criar sua própria funcionalidade meteorológica do zero. Aqui estão mais alguns motivos pelos quais as APIs se tornaram essenciais hoje:

Interoperabilidade

APIs facilitam a interoperabilidade entre diversos sistemas de software. Eles permitem que aplicações e serviços desenvolvidos por diferentes organizações ou equipes trabalhem em conjunto, compartilhem dados e forneçam soluções integradas.

Desenvolvimento Modular

As APIs permitem o desenvolvimento modular, dividindo sistemas complexos em componentes menores e gerenciáveis, o que facilita o desenvolvimento, o teste e a manutenção de software, pois os desenvolvedores podem se concentrar na construção e atualização de funcionalidades específicas.

Integração entre plataformas

As APIs permitem a integração entre plataformas, permitindo que os aplicativos funcionem em diferentes dispositivos e ambientes. Por exemplo, um aplicativo móvel pode usar APIs para se comunicar com um servidor, e o mesmo servidor pode servir dados para um aplicativo web ou outros dispositivos clientes.

Acesso e Compartilhamento de Dados

As APIs definem uma forma estruturada pela qual os dados são trocados entre aplicativos. Os dados normalmente são formatados em uma linguagem específica, como JSON (JavaScript Object Notation) ou XML (eXtensible Markup Language). Essa estrutura padronizada facilita tanto para o aplicativo solicitante quanto para o sistema fornecedor a interpretação e o processamento dos dados.

Como funcionam as APIs?

O que significa API

As APIs residem entre o servidor da Web e um aplicativo e atuam como intermediários entre o cliente e o servidor. Pense nas APIs como um tradutor entre duas pessoas que falam idiomas diferentes. Quando duas pessoas que falam línguas diferentes querem se comunicar, elas precisam de um tradutor para ajudá-las a se entenderem.

Da mesma forma, quando dois aplicativos desejam se comunicar, eles precisam de uma API para ajudá-los a entender as solicitações e respostas um do outro. Um exemplo seria como o Google e o Facebook funcionam perfeitamente com aplicativos de smartphones e sites para fazer login rapidamente. Simplifica o desenvolvimento, economizando tempo e dinheiro consideráveis ​​para os desenvolvedores de software e seus usuários.

Tipos de APIs

Existem diversas APIs diferentes, cada uma com sua finalidade e funcionalidade exclusivas. Alguns dos mais comuns tipos de APIs incluem:

  • APIs RESTful: APIs Representational State Transfer (REST) são um tipo de API baseada na Web que usa solicitações HTTP para acessar e manipular dados. Eles são comumente usados ​​no desenvolvimento da Web e permitem a transferência de dados em um formato padronizado e fácil de entender.
  • API SOAP: APIs Simple Object Access Protocol (SOAP) são outro tipo de API baseado na web que usa XML para transferir dados. As APIs Soap são usadas em aplicativos corporativos e permitem interações complexas entre aplicativos.
  • APIs do GraphQL: GraphQL é uma linguagem de consulta para APIs desenvolvida pelo Facebook. Ele permite que os desenvolvedores definam a estrutura dos dados de que precisam e recebam apenas esses dados em resposta.
  • APIs abertas: APIs abertas são APIs disponíveis publicamente que qualquer pessoa pode acessar. Os desenvolvedores os usam principalmente para criar aplicativos de terceiros que se integram aos serviços existentes.
  • APIs internas: As APIs internas são usadas dentro de uma organização para permitir a comunicação entre diferentes departamentos ou aplicativos.
  • APIs de parceiros: As APIs de parceiros permitem que as empresas se comuniquem com parceiros ou fornecedores específicos.

Você também pode categorizar APIs de acordo com seus casos de uso e políticas de lançamento

APIs por casos de uso

APIs de banco de dados

As APIs de banco de dados fornecem uma maneira padronizada para aplicativos de software interagirem com bancos de dados. Eles abstraem a complexidade do sistema de banco de dados subjacente e permitem que os desenvolvedores executem operações CRUD – Criar, Ler, Atualizar e Excluir – nos dados armazenados.

APIs do sistema operacional

As APIs do sistema operacional fornecem um conjunto de funções e procedimentos que permitem que os aplicativos interajam com o sistema operacional subjacente. Essas APIs expõem funcionalidades relacionadas ao gerenciamento de arquivos, controle de processos, alocação de memória e outros aspectos do sistema operacional.

APIs remotas

APIs remotas, ou APIs de chamada de procedimento remoto (RPC), facilitam a comunicação entre processos ou sistemas em uma rede. Eles permitem que um programa execute procedimentos ou funções em um servidor remoto como se fossem locais. Por exemplo, gRPC é uma estrutura RPC de código aberto desenvolvida pelo Google que facilita a comunicação entre serviços em vários idiomas e plataformas.

APIs da Web

APIs da Web, ou APIs HTTP, fornecem uma maneira padronizada para os aplicativos da Web se comunicarem entre si. Muitas vezes são baseados em REST (Representational State Transfer) ou GraphQL e permitem a troca de dados e funcionalidades entre diferentes serviços web.

APIs por políticas de lançamento

APIs privadas

APIs privadas, também conhecidas como APIs internas, são projetadas para uso em uma organização específica. Eles não são expostos a desenvolvedores externos ou ao público. APIs privadas são utilizadas para facilitar a comunicação e integração entre diferentes sistemas e serviços internos. Por exemplo, uma API de ERP pode ser uma API privada que permite que vários sistemas internos (por exemplo, finanças, recursos humanos e gerenciamento de estoque) se comuniquem e compartilhem dados dentro de uma organização.

APIs de parceiros

As APIs de parceiros são compartilhadas com parceiros externos específicos ou desenvolvedores terceirizados, mas não estão abertas ao público. Essas APIs são projetadas para colaboração com entidades externas confiáveis, joint ventures ou parcerias comerciais. Por exemplo, uma instituição financeira pode fornecer uma API de parceiro a parceiros externos selecionados, tais como plataformas de comércio eletrónico, para facilitar transações de pagamento seguras.

APIs públicas

APIs públicas, também conhecidas como APIs externas ou APIs abertas, são disponibilizadas para desenvolvedores e para o público. Eles são acessíveis pela internet, permitindo que qualquer desenvolvedor os utilize sem restrições específicas. Exemplos populares são API do Twitter ou API do Google Maps.

O tipo de API que você usa dependerá do seu caso de uso específico e dos requisitos do aplicativo. Agora que respondemos às perguntas 'o que significa uma API' e o que uma API faz,' vamos avançar e aprender como ela pode agregar valor aos negócios modernos.

O que são RestAPIs?

APIs REST (Representational State Transfer) são um tipo de arquitetura de API web que segue os princípios de REST, um estilo de arquitetura que foi introduzido por Roy Fielding em sua dissertação de doutorado em 2000. APIs REST são amplamente utilizadas no desenvolvimento web devido à sua simplicidade, escalabilidade e compatibilidade com o protocolo HTTP. Eles são comumente usados ​​para construir serviços web, e sua natureza sem estado os torna adequados para arquiteturas distribuídas e escaláveis.

Exemplo de API REST:

Considere uma API REST simples para gerenciar uma coleção de livros:

  • Recursos: /livros
  • Métodos HTTP:
    • OBTER /livros: recupera uma lista de livros.
    • OBTER /livros/{id}: recupera detalhes de um livro específico.
    • POSTAR/livros: Crie um novo livro.
    • COLOQUE /livros/{id}: atualize os detalhes de um livro específico.
    • EXCLUIR /livros/{id}: exclua um livro específico.

APIs versus aplicativos da Web

Uma API (Application Programming Interface) e uma aplicação web são conceitos distintos, mas relacionados no desenvolvimento de software, e é por isso que muitas vezes são confundidos entre si. APIs são interfaces que facilitam a comunicação entre diferentes sistemas de software, possibilitando integração e troca de dados. Os aplicativos da Web, por outro lado, são aplicativos de software independentes acessados ​​diretamente pelos usuários finais por meio de navegadores da Web. As APIs são frequentemente usadas no desenvolvimento de aplicações web para permitir a comunicação com serviços externos ou para facilitar a interação entre diferentes partes da aplicação. Aqui está uma comparação lado a lado:

Característica API Aplicativo Web
Definição Um conjunto de regras e protocolos que permitem que diferentes aplicativos de software se comuniquem entre si. Um aplicativo de software independente acessado por meio de um navegador da web.
Propósito Permita a integração entre sistemas de software, acesso a funcionalidades e troca de dados. Forneça uma interface de usuário e funcionalidade diretamente aos usuários finais por meio de um navegador da web.
Acesso a Acessado programaticamente fazendo solicitações e recebendo respostas. Acessado interativamente por meio de um navegador da web, permitindo aos usuários clicar em botões, preencher formulários, etc.
Contexto de uso Usado para integrar serviços, acessar dados remotamente e permitir a comunicação entre componentes de software. Projetado para interação direta com os usuários finais, fornecendo uma interface de usuário e funcionalidades específicas.
Local de execução As solicitações de API podem ser executadas em servidores remotos, com respostas normalmente em formato de dados. A lógica do aplicativo Web é executada em um servidor e os usuários interagem por meio da interface de usuário de um navegador da Web.
Exemplo A API do Google Maps permite incorporar mapas e acessar funcionalidades de mapeamento de forma programática. Gmail é um aplicativo da web que permite aos usuários gerenciar e-mails por meio de uma interface de navegador da web.

Como as APIs podem transformar o seu negócio?

As APIs se tornaram o principal tecido conectivo que permite que as empresas troquem informações e dados com rapidez e segurança com o mundo. Muitas empresas inovadoras e com visão de futuro estão levando as APIs muito a sério. Eles já fizeram das APIs parte integrante de sua estratégia. Por que você pergunta? Há um forte argumento para fazê-lo. Depois que uma organização adota a API, o resultado pode ser bastante transformador. Empresas com recursos avançados de API obtêm melhores resultados de negócios do que empresas com estratégias básicas ou sem API. Segundo a pesquisa, as empresas que adotam APIs viram 12.7% a mais de crescimento em capitalização de mercado do que aqueles que não o fazem. Aqui estão algumas maneiras pelas quais as APIs agregam valor aos negócios:

Benefícios das APIs

  • Eficiência operacional

As APIs permitem que diferentes aplicativos se comuniquem, permitindo conectividade perfeita entre sistemas, economizando tempo e reduzindo erros, além de tornar os processos de negócios mais eficientes. Por exemplo, uma empresa de varejo pode usar uma API para conectar sua plataforma de comércio eletrônico com seu sistema de gerenciamento de estoque, permitindo que a empresa automatize a atualização dos níveis de estoque quando um cliente faz uma compra, reduzindo o risco de excesso de vendas ou falta de estoque.

  • Experiência e dinâmica de loja

As APIs podem permitir que as empresas ofereçam melhores experiências aos clientes, permitindo que acessem dados e funcionalidades relevantes. Por exemplo, um site de reserva de hotel pode usar uma API meteorológica para mostrar aos clientes a previsão do tempo para seu destino durante a estadia.

  • Crescimento da Receita

As APIs também podem ajudar as empresas a gerar novos fluxos de receita, fornecendo acesso a dados ou funcionalidades valiosas. Por exemplo, uma empresa de aluguel de carros pode oferecer uma API que permite que desenvolvedores terceirizados acessem seu inventário e reservem carros em nome de seus clientes.

  • Comunicação Perfeita

Os aplicativos que usamos diariamente em nossos smartphones exibem uma conectividade notável graças às APIs. A troca de dados entre as APIs do cliente consegue isso. Se você quer saber se expõe informações críticas a partes indesejadas, isso não é possível. Quando as APIs se conectam, elas compartilham dados e comandos apenas quando necessário. A exposição às funções internas de um produto ou serviço é limitada. Ou você está compartilhando dados com outros produtos ou serviços ou para operações internas. O receptor não pode acessar mais do que as informações compartilhadas.

Por exemplo, a API REST permite que o app Zomato exiba a localização do restaurante no Google Maps. A sinergia entre aplicativos por meio da integração de API abre caminho para inovação e melhor atendimento ao cliente.

As APIs podem resolver seus problemas de integração

A integração é um desafio fundamental para muitas organizações, especialmente aquelas com sistemas legados que podem usar tecnologias ou formatos de dados desatualizados. As APIs fornecem uma maneira padronizada de acessar e trocar dados entre sistemas, permitindo que os desenvolvedores integrar seus aplicativos com sistemas legados e desbloqueie dados valiosos.

As APIs fornecem uma camada de abstração entre os sistemas, permitindo que os desenvolvedores construam pontes entre os sistemas usando APIs sem se preocupar com a tecnologia subjacente ou o formato de dados usado por cada sistema.

O futuro das APIs

As APIs se tornarão cada vez mais um componente central do desenvolvimento de software, servindo como a espinha dorsal dos ecossistemas digitais modernos. Eles continuarão a permitir a comunicação perfeita entre diferentes aplicativos de software, promovendo maior colaboração e inovação. Com o surgimento de novas tecnologias, como inteligência artificial e Internet das Coisas, as APIs desempenharão um papel ainda mais crítico ao possibilitar a integração de diversos sistemas e dispositivos.

Crie suas APIs de negócios sem código

Até agora, você deve ter uma ideia clara sobre o que as APIs representam e sua importância no mundo digital. Sem surpresa, todas as empresas agora estão tentando abraçar o potencial das APIs. Se você ainda não começou a criar APIs, agora pode fazê-lo sem escrever uma única linha de código.

Astera Gerenciamento de API é uma solução sem código baseada nos princípios de simplicidade e usabilidade. Possui uma curva de aprendizado curta e uma interface visual que permite que você comece a projetar e gerenciar APIs poderosas imediatamente.

Quer aproveitar o potencial das APIs? Faça o download do 14-day free trial, agende um atendimento personalizado demonstraçãoe comece a criar APIs.

 

Você pode gostar
Astera Ficha técnica do Dataprep
Astera Ficha técnica de governança de dados
Astera Reportminer Ficha de dados
Considerando Astera Para suas necessidades de gerenciamento de dados?

Estabeleça conectividade sem código com seus aplicativos corporativos, bancos de dados e aplicativos em nuvem para integrar todos os seus dados.

Vamos nos conectar agora!
vamos conectar