Blogs

Início / Blogs / Estrutura de governança de dados: o que é? Importância, Pilares e Melhores Práticas

Tabela de conteúdo
O Automatizado, Nenhum código Pilha de dados

Saiba como Astera O Data Stack pode simplificar e agilizar o gerenciamento de dados da sua empresa.

Estrutura de governança de dados: o que é? Importância, Pilares e Melhores Práticas

Zoha Shakoor

Estrategista de conteúdo

24 de abril de 2024

O que é uma estrutura de governança de dados? 

A governança de dados framework é uma forma estruturada de gerenciar e controlar o uso de dados em uma organização. Ajuda a estabelecer políticas, atribuir funções e responsabilidades e manter qualidade de dados e segurança em conformidade com os padrões regulatórios relevantes. A estrutura, portanto, fornece documentação detalhada sobre a arquitetura de dados da organização, necessária para administrar seus ativos de dados.

Além disso, a estrutura suporta ferramentas de autoatendimento, que ajudam usuários técnicos e não técnicos a encontrar e usar os dados necessários para governança e análise. Com essas ferramentas, as organizações podem gerenciar, alterar e compartilhar dados em todos os seus sistemas, seja na nuvem ou no local.

Por que é necessária uma estrutura de governança de dados? 

A estrutura de governança de dados é importante para aplicar políticas e regras consistentes a todos os dados organizacionais, garantindo a confiabilidade dos dados para diversas funções, como líderes empresariais, administradores de dados e desenvolvedores.

Imprecisão de dados

Uma estrutura de governança de dados define padrões e processos para garantir a precisão e a consistência dos dados. Muitas organizações enfrentam desafios com dados imprecisos, inconsistentes ou desatualizados que afetam os insights e os processos de tomada de decisão. A estrutura de governança de dados melhora a qualidade e a confiabilidade dos dados da organização.

Segurança de dados

Estabelece diretrizes e controles para proteger informações confidenciais, incluindo criptografia, controles de acesso e medidas de conformidade para reduzir os riscos de segurança e cumprir as regulamentações.

Silos de dados

Uma estrutura de governança de dados simplifica integração de dados e padronização, quebra silos estabelecendo controle e permite troca de dados e colaboração contínuas em toda a organização.

Falta de responsabilidade e propriedade

Enfatiza a responsabilização, definindo funções e responsabilidades e atribuindo administradores, proprietários e custodiantes de dados para supervisionar as práticas de gestão de dados e aplicar políticas de governação de forma eficaz.

Gerenciamento de dados ineficiente

Esta estrutura estabelece processos e fluxos de trabalho estruturados para gestão de dados. Ele automatiza tarefas repetitivas, agiliza fluxos de trabalho e melhora a eficiência operacional.

Benefícios de uma estrutura de governança de dados  

Ele fornece uma maneira estruturada de manter os dados precisos e seguros em todas as operações de negócios, garantindo ao mesmo tempo que sejam usados ​​de maneira responsável.

Define padrões e responsabilidade

A fase inicial da governança de dados é o estabelecimento de padrões, normas, responsabilidades, propriedade e funções claras. Este processo garante que todos os membros da organização, desde os novos contratados até os principais executivos, estejam cientes de suas funções no gerenciamento de dados. A organização pode evitar a má gestão de dados estabelecendo responsabilidades definidas e mantendo a qualidade e a segurança dos dados.

Estabelece indicadores e métricas principais

Indicadores e métricas oferecem uma visão detalhada da condição e segurança dos dados, orientando decisões estratégicas.

  • Indicadores Chave de Qualidade (KQIs) avaliar a qualidade dos dados, ajudando as empresas a garantir que seus dados atendam aos padrões exigidos.
  • Principais elementos de dados (KDEs) identificar os dados mais críticos dentro da organização, orientando as prioridades de gerenciamento de dados.
  • Principais Indicadores de Desempenho (KPIs) acompanhe o desempenho dos dados em relação aos objetivos de negócios, garantindo que os dados estejam alinhados com as metas da empresa.
    • Métricas de risco e privacidade de dados medir a exposição da organização a violações de dados e o cumprimento das leis de privacidade, o que é essencial para o ambiente regulatório.

Cria uma linguagem de dados unificada

Uma linguagem comercial comum e regras de qualidade de dados ajudam todos na organização a compreender os termos e padrões de dados de forma semelhante. Essa abordagem evita confusões e erros no gerenciamento e uso dos dados, tornando a comunicação em toda a empresa mais direta.

Melhora a descoberta e o gerenciamento de dados

A estrutura estabelece métodos para encontrar e compreender todos os dados da empresa. Este processo envolve descobrir como os dados estão relacionados e seu histórico, lidar com diferentes tipos de informações e conduzir o perfil e classificação dos dados. Essas etapas facilitam o bom gerenciamento dos dados, garantindo que estejam corretos e confiáveis ​​para a tomada de decisões.

Uma estrutura robusta de governança de dados ajuda a:

  • Melhorar e gerenciar a qualidade dos dados para garantir que os dados sejam precisos e úteis.
  • Resolver problemas de dados prontamente para manter integridade de dados.
  • Identificar os proprietários dos dados para estabelecer a responsabilidade pelos ativos de dados.
  • A construção de um catálogo de dados para organizar e classificar dados, tornando-os facilmente acessíveis.
  • Criação de dados mestre e de referência para fornecer dados consistentes em toda a organização.
  • Impulsionar a alfabetização em dados em toda a organização para melhorar a compreensão e o uso dos dados.
  • O provisionamento e a entrega eficiente de dados garantem que eles estejam disponíveis quando e onde necessário.

 

Pilares de a Estrutura de governança de dados 

Uma estrutura abrangente de governança de dados depende de pilares fundamentais que garantem o uso eficaz e seguro dos ativos de dados por uma organização. Eles combinam os elementos fundamentais com abordagens estratégicas essenciais, criando uma estrutura completa para o gerenciamento de dados em todos os níveis empresariais.

Qualidade de dados

A qualidade dos dados é essencial para uma estrutura de governação de dados, uma vez que implementa as regras e processos para validação, limpeza e organização de dados. Garante aos tomadores de decisão acesso a informações precisas e consistentes, melhorando a tomada de decisões.

Integração de Dados

A integração de dados simplifica a governança de dados ao agregar e harmonizar dados de diversas fontes de uma organização em uma visão unificada. Esta abordagem apoia análises, relatórios e tomadas de decisão melhorados, fornecendo às partes interessadas uma imagem completa do negócio. Consequentemente, garante que todos os dados organizacionais cumpram as políticas e padrões de conformidade definidos, reduzindo inconsistências e erros.

A integração de dados também melhora a governança de dados, permitindo o gerenciamento centralizado, o que facilita o controle da qualidade, da segurança e do acesso aos dados. Padroniza as práticas de tratamento de dados em toda a organização, garantindo implementação e monitoramento consistentes das políticas de governança.

Os sistemas de dados integrados limpam e corrigem os dados durante a consolidação, melhorando a qualidade e a confiabilidade dos dados para a tomada de decisões. Esta abordagem simplificada ajuda a cumprir a conformidade regulamentar e aumenta a eficiência dos relatórios, uma vez que todos os dados são consistentes e prontamente disponíveis.

Privacidade e segurança de dados

Este pilar é essencial para manter os ativos de dados confidenciais e disponíveis no quadro de governação. Refere-se ao gerenciamento e proteção de dados de uma forma alinhada com as políticas de governança de dados da organização. Privacidade significa garantir que os dados estão protegidos contra acesso não autorizado e prontamente disponíveis para utilizadores autorizados, tudo sob a supervisão e regras estabelecidas pelo quadro de governação. As organizações podem proteger os dados usando criptografia forte, definindo controles de acesso e seguindo mecanismos de conformidade.

Ele cria confiança entre clientes, parceiros e partes interessadas, protege a reputação da organização e reduz o risco de consequências jurídicas e financeiras decorrentes de violações de dados.

Arquitetura de Dados

O papel de arquitetura de dados é fornecer uma estrutura estruturada para projetar, organizar e gerenciar ativos de dados. A arquitetura de dados garante que os dados sejam armazenados, acessados ​​e usados ​​de forma consistente, definindo modelos de dados, esquemas e mecanismos de armazenamento.

Uma arquitetura de dados clara auxilia na governança de dados, definindo diretrizes simples para o gerenciamento de dados, garantindo que estejam em conformidade com as políticas e padrões organizacionais.

Governança de ativos de dados

Destaca a necessidade de tratar todos os elementos de dados, incluindo painéis, códigos e modelos de ciência de dados, como activos essenciais no quadro de governação ao longo do seu ciclo de vida.

Sugere a adoção de uma visão abrangente de governação que abranja dados e análises para garantir uma gestão e supervisão completas de todos os ativos de dados.

Abordagem de baixo para cima

À medida que a utilização de dados aumenta, as empresas devem partilhar o papel da governação de dados entre criadores e utilizadores de dados. Esta abordagem descentralizada atribui a todos a responsabilidade pela governação dos dados, alinhando-os com modelos de gestão de dados mais inclusivos e colaborativos, como a malha de dados.

Isso significa que a governança está espalhada por diferentes áreas de negócios, com cada proprietário de domínio cuidando de seus dados enquanto segue as diretrizes organizacionais mais amplas.

Governança de fluxo de trabalho de rotina

A governança de dados não deve ser apenas uma questão de conformidade ou vista como uma tarefa extra. Em vez disso, as equipes devem integrá-lo aos processos de trabalho diários para garantir que baseiem as decisões em dados precisos. Torna-se então um elemento essencial da tomada de decisões estratégicas dentro da organização.

Uma estrutura de governação de dados está incompleta sem os seus elementos principais: pessoas, processos e tecnologia. Cada um desempenha um papel crítico para tornar o quadro eficaz.

Pilares da estrutura de governança de dados

Pessoas: o núcleo da governança

A governança de dados bem-sucedida depende da colaboração e do planejamento cuidadoso das pessoas de toda a organização.

As principais considerações para implementar e estabelecer a governança de dados incluem:

  • Compromisso: Avaliar se os indivíduos estão dedicados aos princípios da governança de dados.
  • Papéis e responsabilidades: Definir claramente e documentar formalmente as funções e responsabilidades de todos os envolvidos na governança de dados.
  • Habilidades e alfabetização em dados: Garantir que os membros da equipe possuam as habilidades e compreensão necessárias dos dados para implementar estratégias de governança de forma eficaz.
  • Mudar a gestão: Desenvolver um plano com patrocinadores para apoiar o alinhamento e incentivar a adesão de toda a organização.
  • Identificação das partes interessadas: Reconhecer as partes interessadas na governança de dados em toda a organização.
  • Manutenção de experiência: Compreender onde reside a expertise dentro da organização para aproveitá-la em iniciativas de governança.

Processos

Processos como coleta de dados, armazenamento, integração e garantia de qualidade são vitais para verificar se as práticas de gerenciamento de dados são consistentes em toda a empresa.

Aspectos importantes a serem considerados ao lidar com esses processos são:

  • Definições e metas realistas: Estabelecer definições, regras e objetivos de dados práticos e alcançáveis.
  • Modernização de Processos de Negócios: Atualizar processos de negócios para integrar a governança de dados, aprimorando a capacidade de entregar resultados significativos.
  • Integração da Governança: Revisar e ajustar regras de negócios para incorporar perfeitamente a governança de dados.

Os colaboradores incluem especialistas em negócios e TI que fornecem o contexto necessário para os esforços de governança de dados.

Eles são essenciais em:

  • Tecnologia: Permitindo uma Governança Eficaz

A tecnologia fornece as ferramentas e plataformas para implementar processos confiáveis ​​de governança de dados, como criação de perfil de dados, linhagem e ferramentas de metadados, e utilizar tecnologia para automatizar, dimensionar e acelerar os processos de governança de dados.

Como funcionam as estruturas de governança de dados? 

As estruturas de governança de dados diferem de uma empresa para outra, mas geralmente incluem vários componentes principais discutidos acima que orientam como os dados são gerenciados e usados ​​dentro de uma organização.

Vamos discutir mais detalhadamente como essas estruturas normalmente funcionam.

Compreendendo a propriedade

Propriedade é identificar quem estabelece as regras, políticas, definições e padrões para o gerenciamento de dados. Por exemplo, uma empresa pode estabelecer um Gabinete de Governação de Dados (DGO) para liderar a iniciativa de governação de dados. A iniciativa pode incluir uma equipe dedicada, um grupo de partes interessadas ou até mesmo uma única pessoa, como um arquiteto de dados, dependendo do tamanho e das necessidades da organização.

Os administradores de dados são nomeados em vários departamentos para garantir que todos estejam alinhados com esses padrões e para oferecer recomendações. Em empresas maiores, vários conselhos podem concentrar-se em diferentes aspectos da gestão de dados, tais como armazenamento, qualidade e protecção de dados.

Estabelecendo objetivos

Definir metas e métricas claras é fundamental para medir o sucesso de uma iniciativa de governança de dados. O Instituto de Governança de Dados sugere focar no impacto das iniciativas de governança de dados em:

  • Quão bem eles estão alinhados com os objetivos organizacionais.
  • A eficácia na melhoria da qualidade e conformidade dos dados nos projetos.
  • A integração dos princípios de governança nas disciplinas profissionais.
  • A adoção de práticas de governança de dados entre indivíduos dentro da organização.

Por exemplo, um prestador de cuidados de saúde pode definir uma meta para reduzir os erros de dados dos pacientes em 20% no primeiro ano para melhorar o atendimento ao paciente e reduzir erros de faturação.

Monitoramento de desempenho

Acompanhar o bom funcionamento da estrutura de governança de dados envolve definir responsabilidades pelas tarefas necessárias à conformidade, como designar um administrador de dados ou nomear um responsável pela segurança de dados. Estas tarefas devem ser bem documentadas, repetíveis e abranger vários aspectos da governação de dados, tais como a atribuição de direitos de decisão, a gestão de alterações, a resolução de problemas e a garantia da qualidade dos dados.

Por exemplo, uma instituição financeira pode implementar um sistema para rever e atualizar regularmente os direitos de acesso a dados financeiros sensíveis, garantindo que apenas o pessoal autorizado possa visualizar ou modificar esta informação.

Aprovando Tecnologia

A escolha e aprovação da tecnologia é outro aspecto importante, onde as partes interessadas decidem sobre as ferramentas e sistemas utilizados para processar, armazenar e proteger os dados. Também garante que estas tecnologias tenham os controlos necessários para evitar violações de dados.

Por exemplo, o pessoal relevante de uma empresa de comércio eletrônico pode decidir aprovar o uso de uma solução de armazenamento em nuvem que oferece criptografia e autenticação multifatorial para proteger os dados do cliente.

Estabelecendo padrões de colaboração

Decidir como as partes interessadas nos dados criam, usam ou regulam os dados dentro da organização irá colaborar, incluindo a determinação de quem deve estar envolvido nos processos de tomada de decisão e quem precisa ser informado sobre as decisões.

Por exemplo, uma empresa de produção pode incluir engenheiros, gestores de produção e especialistas em controlo de qualidade nas discussões sobre a recolha e utilização de dados da linha de produção para melhorar a eficiência e a qualidade do produto.

Exemplos de estrutura de governança de dados  

Existem várias estruturas de governança de dados testadas e comprovadas em uso. Cada estrutura atende às necessidades e requisitos de gerenciamento eficaz de dados.

O Corpo Internacional de Conhecimento em Gerenciamento de Dados DAMA (DMBOK)

DAMA-DMBOK é uma estrutura abrangente que descreve as práticas padrão da indústria para gerenciamento de dados. Abrange muitos tópicos, incluindo governança, arquitetura e modelagem de dados, fornecendo uma abordagem holística para gerenciar e governar ativos de dados.

A Estrutura do Instituto de Governança de Dados (DGI)

O Data Governance Institute (DGI) oferece uma estrutura focada em práticas de governança. Enfatiza o estabelecimento de funções, responsabilidades e processos para garantir que os dados sejam gerenciados como um ativo. Esta estrutura é particularmente benéfica para organizações que procuram implementar a governação de dados com uma ênfase clara na responsabilização e gestão.

O modelo CMMI de maturidade de gerenciamento de dados (DMM)

O modelo Data Management Maturity (DMM) fornece uma abordagem abrangente para aprimorar as práticas de governança de dados de uma organização. Descreve os componentes essenciais da governação de dados, incluindo a qualidade dos dados, as operações e as plataformas, oferecendo um caminho para alcançar níveis mais elevados de maturidade na gestão de dados.

O Modelo de Avaliação da Capacidade de Gestão de Dados (DCAM) do Conselho EDM

O DCAM do Conselho EDM é uma estrutura padrão da indústria para avaliar e melhorar a gestão de dados e práticas de governação. O DCAM fornece uma abordagem estruturada com princípios e capacidades definidos em vários aspectos da governança de dados, incluindo arquitetura de dados, gerenciamento de qualidade e segurança.

Estrutura de governança de TI ISO/IEC 38500

Embora a ISO/IEC 38500 seja principalmente uma estrutura de governança de TI, ela tem implicações significativas para a governança de dados. Ele orienta as organizações que usam TI (incluindo ativos de dados) para atingir as metas de negócios, garantir a conformidade regulatória e gerenciar riscos.

Como criar uma estrutura de governança de dados?  

Construir e implementar uma estrutura de governança de dados envolve um processo estratégico que prioriza o gerenciamento adequado dos ativos de dados de uma organização. Esta estrutura é essencial para melhorar a governança de dados nas empresas. O seguinte guia passo a passo simplifica a abordagem:

Como criar uma estrutura de governança de dados

1. Compreendendo a governança de dados

a. Definir o âmbito e os objetivos da iniciativa de governação de dados.

b. Alinhe as partes interessadas com os objetivos de governança de dados, como melhorar a tomada de decisões, garantir a conformidade regulatória e aumentar a eficiência operacional.

2. Identificando Domínios de Dados

a. Categorize os dados em domínios com base em sua relevância para o negócio, como dados de clientes, dados de produtos, dados financeiros, etc.

b. Entenda o cenário de dados para gerenciar os dados em toda a organização de maneira eficaz.

3. Identificando Propriedade e Consumo

a. Determine os proprietários dos dados responsáveis ​​pela precisão, privacidade e segurança de cada domínio de dados. 

b. Identifique os consumidores de dados que precisam de acesso aos dados para seu trabalho. 

c. Estabeleça responsabilidade e clareza sobre funções e responsabilidades. 

4. Validação e documentação de dados

a. Documente o ciclo de vida dos dados, incluindo sua origem, fluxo interno, interações do usuário e finalidades do aplicativo.

b. Verificar Precisão de dados e consistência.

c. Registre políticas, padrões e procedimentos de governança para referência e clareza no gerenciamento de dados.

5. Avaliando a segurança dos dados

a. Conduza avaliações de segurança e risco em vários tipos de dados para identificar vulnerabilidades e ameaças. 

b. Priorize os riscos e implemente medidas de proteção para informações confidenciais. 

c. Garanta a conformidade com os requisitos legais e construa a confiança de clientes e parceiros, demonstrando um compromisso com a segurança de dados.  

Melhores práticas da estrutura de governança de dadoss 

As empresas devem adotar determinadas práticas recomendadas para criar um quadro prático de governação de dados que garanta o sucesso a longo prazo. Essas práticas visam atender às necessidades atuais e, ao mesmo tempo, adaptar-se aos desafios futuros.

Envolva as partes interessadas no início do processo 

Envolver as principais partes interessadas de vários departamentos na definição do âmbito e dos objetivos da governação de dados para alinhar todas as atividades com os objetivos e prioridades organizacionais.

Utilize catálogos de dados 

Implemente catálogos de dados para categorizar e documentar ativos de dados. Essa abordagem trata da organização de dados de forma eficiente, tornando-os facilmente acessíveis e compreensíveis para os usuários da organização. Facilita a identificação de domínios de dados e responsabilidades de propriedade, fornecendo visibilidade dos ativos de dados e seus metadados associados.

Nomear administradores de dados 

Nomeie administradores de dados dedicados para cada domínio de dados para supervisionar a qualidade dos dados e servir como pontos de contato para todas as consultas relacionadas aos dados. Esses administradores aplicam políticas de governança de dados, mantendo a qualidade e a segurança dos dados em seus respectivos domínios.

Automatize processos de documentação 

Alavancagem automação ferramentas para agilizar a documentação dos ciclos de vida dos dados, políticas e procedimentos de governança. Essas ferramentas aumentam a eficiência e a precisão na manutenção de registros atualizados das atividades de gerenciamento de dados.

Conduzir treinamento regular

Ofereça sessões de treinamento contínuas para educar as partes interessadas sobre princípios de governança de dados, práticas recomendadas e requisitos de conformidade. Este treinamento garante que todos os participantes compreendam e implementem com eficácia as políticas de governança de dados da organização.

Implementar medidas de segurança de dados 

Use mecanismos de segurança como criptografia, controles de acesso e sistemas de monitoramento para proteger dados confidenciais contra acesso não autorizado, violações e violações de conformidade. 

Considerações Finais  

Uma forte estrutura de governança de dados permite que as organizações gerenciem e obtenham o máximo valor de seus ativos de dados de forma proativa. As empresas podem implementar uma estrutura envolvendo cuidadosamente as partes interessadas, definindo funções e planejando extensivamente. A implementação de uma estrutura de governação de dados exige um compromisso com a melhoria contínua e a flexibilidade em resposta a novas mudanças empresariais e tecnológicas.

Para uma implementação bem-sucedida, é essencial usar ferramentas de governança de dados ou ferramentas de gerenciamento de dados com recursos de governança. AsteraA plataforma da Simplifica a governança de dados para empresas, oferecendo ferramentas para gerenciamento abrangente de dados. Ele permite atribuir claramente funções e responsabilidades, garantindo que administradores e proprietários de dados possam supervisionar e controlar facilmente seus dados. Esta transparência ajuda na implementação de políticas de governação e na manutenção da integridade dos dados em toda a organização.

Astera permite que você use seus dados de maneira mais eficaz e obtenha melhores resultados de negócios, ao mesmo tempo que minimiza a complexidade dos dados.

Inicie uma avaliação gratuita or reserve uma demonstração hoje para explorar Asteraconjunto de soluções de gerenciamento e governança de dados da.

Comece sua jornada para uma governança de dados eficaz com Astera

Comece a gerenciar seus dados de forma mais eficaz com Astera. Agende uma demonstração para ver como nossas soluções podem simplificar sua governança de dados e melhorar a precisão. Assuma o controle de seus dados com Astera hoje mesmo.

Solicite uma Demonstração

Você pode gostar
O que é observabilidade de dados? Um guia completo
Explorando a proveniência dos dados: garantindo a integridade e autenticidade dos dados
O que são metadados e por que são importantes?
Considerando Astera Para suas necessidades de gerenciamento de dados?

Estabeleça conectividade sem código com seus aplicativos corporativos, bancos de dados e aplicativos em nuvem para integrar todos os seus dados.

Vamos nos conectar agora!
vamos conectar