Próximo webinar

Junte-se a nós para um Webinar GRATUITO em Processamento automatizado de arquivos EDI de saúde com Astera

27 de junho de 2024 – 11h PT/1h CT/2h ET

Blogs

Home / Blogs / Governança de dados vs. Gerenciamento de dados: Qual é a diferença?

Tabela de conteúdo
O Automatizado, Nenhum código Pilha de dados

Saiba como Astera O Data Stack pode simplificar e agilizar o gerenciamento de dados da sua empresa.

Governança de dados vs. Gerenciamento de dados: Qual é a diferença?

Zoha Shakoor

Estrategista de conteúdo

5 de junho de 2024

TA diferença e a relação entre governança de dados e gerenciamento de dados pode ser confuso, embora ambos sejam essenciais para a estratégia de dados. Theste blog dá uma olhada de perto as funções que a governança de dados e dados, jogo de gerenciamento em aproveitando os dados como um ativo estratégico e como eles contribuem para melhorar a tomada de decisões baseada em dados e a excelência operacional. 

O que é governança de dados?

Gestão de dados inclui as estruturas, políticas, padrões e processos que orientam como os dados são coletados, armazenados, acessados, utilizados e disseminados dentro de uma organização. Seu principal objetivo é certificar a confiabilidade, segurança, conformidade e alinhamento dos dados com os objetivos e valores de negócios.  

A governação de dados envolve o estabelecimento claro da propriedade dos dados, da responsabilização e da autoridade de tomada de decisões relativamente a questões relacionadas com os dados. A governação de dados serve como um elemento fundamental da gestão de dados, concentrando-se na supervisão do ciclo de vida operacional dos dados à medida que fluem através de uma organização. 

O que é Gerenciamento de Dados?

Gestão de dados é o processo de configuração, aplicação e gerenciamento de estruturas, regras e métodos para atender a todos os requisitos do ciclo de vida dos dados de uma organização. Este processo garante que os dados, tratados como um ativo, sejam gerenciados com cuidado para dar suporte a análises e relatórios complexos.  

O gerenciamento de dados inclui diversas tarefas e projetos com foco no estabelecimento de políticas e padrões de qualidade e segurança de dados. 

Governança de dados Vs. Gerenciamento de dados: diferenças

Embora a governança e o gerenciamento de dados sejam componentes essenciais da estratégia de dados de uma organização, eles atendem a propósitos diferentes, têm escopos distintos e alcançam resultados separados. Esses dois conceitos pode ser diferenciado in termos de processos, pessoas e tecnologia.  

Extração 

A governança de dados concentra-se em estabelecer o “como” da tomada de decisões em torno do uso de dados. Seus processos envolvem: 

  • Configurando qualidade de dados verificações para garantir a confiabilidade dos dados. 
  • Definir políticas de acesso a dados para controlar quem pode visualizar e usar os dados. 
  • Garantir o cumprimento de diversas regulamentações para mitigar riscos legais. 
  • Criação e manutenção de um glossário comercial para padronizar a terminologia dos dados. 

A gestão de dados, por outro lado, consiste em implementar o “como” de utilização dos dados dentro do quadro de governação estabelecido. Seus processos incluem: 

  • Executar transformações de dados para manter os dados em formatos consistentes.
  • Armazenar dados em repositórios apropriados como armazéns or lagos.
  • Explorar dados para atender às necessidades operacionais e analíticas.

Pessoas

A governança de dados envolve uma combinação de partes interessadas de negócios e de TI, incluindo gerentes de negócios, proprietários de dados de domínio e outras funções não técnicas. Este grupo concentra-se em definir regras e políticas para uso e proteção de dados, sem se aprofundar em detalhes técnicos. 

A gestão de dados requer conhecimentos técnicos para implementar o quadro de governação na prática. Funções como engenheiros de dados, arquitetos e administradores de banco de dados trabalham na execução técnica, desde configurações de armazenamento de dados até direitos e controles de acesso. 

Tecnologia 

Ferramentas de governança de dados documentar e aplicar regras e políticas de dados em uma organização. Eles incluem soluções para gerenciar dicionários de dados, glossários e catálogos, ajudando a garantir que todos operem com base em um entendimento comum dos ativos de dados. 

As ferramentas de gerenciamento de dados são projetadas para os aspectos operacionais do manuseio de dados, incluindo armazenamento, processamento e exploração. Essas ferramentas facilitam o trabalho técnico de gerenciamento de fluxos de dados, mantendo bases de dadose análise de dados. 

Como a governança e o gerenciamento de dados funcionam juntos 

Data gsuperação e data mgestão são práticas complementares, trabalhando juntos para cumprir os objetivos de uma organização data sestratégia. A colaboração deles garante que os dados sejam gerenciados de forma eficiente e está alinhado com as políticas da empresa e objetivos, maximizando assim seu valor.  

Melhorando a qualidade dos dados para tomada de decisões e operações 

A governança de dados envolve a criação de um sistema abrangente que catalogue e defina cada dado, detalhando sua finalidade, uso e origem. Ele fornece uma estrutura estruturada que se concentra na qualidade dos dados e envolve acessibilidade, privacidade e garantia de que os dados sejam gerenciados de forma eficaz em todo o seu ciclo de vida. 

A gestão de dados, por outro lado, consiste em organizar e integrar sistematicamente dados de várias fontes em soluções de armazenamento coesas, melhorando a operação e a acessibilidade contínuas. Este processo apoia a execução de políticas de governação de dados, aplicando verificações de qualidade de dados, limpeza e criação de perfis para manter a integridade e a usabilidade dos dados. 

Melhorando a segurança e a privacidade dos dados 

A governança de dados define os padrões de conformidade legal com as regulamentações de dados e fornece treinamento para unidades de negócios sobre como lidar com dados de forma segura e legal. Descreve políticas claras sobre quem tem o direito de aceder a que dados, em que situações e com que medidas de proteção em vigor, servindo como um guia estratégico para a implementação de salvaguardas de segurança e privacidade. 

A gestão de dados, por outro lado, coloca essas diretrizes em ação. Envolve etapas específicas, como automatizar a criptografia de dados e configurar controles de acesso, garantindo que o tratamento de dados em toda a organização esteja alinhado com a estrutura de governança. Isto garante que os dados sensíveis só sejam acessíveis a quem deles necessita, sob condições estritas, salvaguardando a privacidade e a conformidade. 

Integração de dados para operações comerciais compartilhadas 

A governança de dados garante que os esforços de integração de dados estejam alinhados com as políticas da empresa, facilitando a colaboração tranquila entre equipes por meio de ferramentas como catálogos de dados e glossários de negócios. 

A gestão de dados é responsável pela parte técnica, implementando ETL processos e pipelines de dados orientados por políticas de governança para permitir o compartilhamento e a integração eficientes de dados. 

Benefícios da integração de governança e gerenciamento de dados  

A integração da governação e gestão de dados numa estratégia unificada oferece vários benefícios às organizações, convertendo os dados numa ferramenta poderosa para a tomada de decisões e melhoria operacional. Abaixo estão cinco vantagens principais desta abordagem integrada: 

1. Conformidade regulatória simplificada

A integração da governança e do gerenciamento de dados simplifica a conformidade com regulamentações específicas do setor. Ao estabelecer diretrizes claras para uso e armazenamento de dados, as organizações podem demonstrar conformidade com mais facilidade, reduzindo o risco de penalidades e aumentando a confiança das partes interessadas. 

2. Utilização otimizada de dados

Uma estratégia unificada melhora a capacidade da organização de usar os dados de forma eficaz. Processos personalizados de gerenciamento de dados, informados por políticas de governança, garantem que os dados sejam consistentes e alinhados com objetivos de negócios específicos, levando a análises de dados mais direcionadas e impactantes. 

Por exemplo, uma cadeia retalhista utilizaria estratégias de dados integradas para atingir com precisão os segmentos de clientes, melhorando as respostas às campanhas de marketing ao alinhar as ofertas com as preferências dos clientes. 

3. Inovação acelerada

Quando as organizações harmonizam as práticas de governação e gestão de dados, podem acelerar os seus ciclos de inovação. Ter dados confiáveis ​​e bem controlados ao seu alcance permite que as equipes criem rapidamente protótipos, testem e refinem novas ideias, acelerando o tempo de lançamento no mercado de novos produtos ou serviços. 

4. Custos reduzidos de gerenciamento de dados

Práticas eficientes de governança e gerenciamento de dados reduzem os custos gerais associados ao armazenamento, processamento e limpeza de dados. Ao eliminar redundâncias e simplificar os fluxos de trabalho de dados, as organizações podem obter poupanças significativas, realocando recursos para iniciativas estratégicas. 

Por exemplo, uma instituição de ensino poderia simplificar a sua gestão de dados integrando princípios de governação, o que leva à eliminação de bases de dados duplicadas e automatiza as verificações da qualidade dos dados. 

5. Segurança de dados reforçada

Uma abordagem coesa aumenta a segurança dos dados, combinando políticas de governação que definem os controlos de acesso aos dados com práticas de gestão que implementam esses controlos em termos práticos. Essa dupla camada de proteção garante que dados confidenciais sejam protegidos contra acesso não autorizado e possíveis violações.  

Investindo nas ferramentas certas para Governança e gerenciamento de dados  

Ferramentas e software são essenciais para gerenciar e governar dados. Eles automatizam e integram processos, agilizando o estabelecimento e a aplicação de políticas de governança de dados em uma organização. O impacto das ferramentas e software na governação e gestão de dados vai muito além da simplificação, oferecendo eficiência e eficácia. De acordo com um estudo da International Data Corporation (IDC), as organizações que utilizam ferramentas automatizadas para governança e gerenciamento de dados podem ver uma redução de até 65% no tempo gasto em tarefas relacionadas a dados.  

Esta automatização permite que as empresas se concentrem mais em iniciativas estratégicas em vez de na manutenção rotineira de dados, garantindo que as políticas de governação de dados são aplicadas de forma consistente e abrangente em todos os níveis. Ao integrar esses processos, as organizações facilitam uma estratégia de dados mais coesa, permitindo a aplicação contínua de políticas e o tratamento simplificado de dados que se alinham com seus objetivos e requisitos de conformidade.  

  • Consistência

 Uma ferramenta deve ter o recurso de automatizar verificações de qualidade de dados. A tecnologia pode varrer sistematicamente vastos conjuntos de dados, identificando e corrigindo erros sem intervenção humana. Isto poupa tempo considerável e aumenta a precisão dos dados, um aspecto fundamental da boa governação e gestão. 

  • Capacidades de Integração

O software também deve combinar diferentes fontes de dados em um data warehouse organizado. Tal ferramenta permite que as organizações consolidem os seus activos de informação, facilitando a gestão, análise e utilização de dados em linha com os padrões de governação. Esta integração é essencial para manter uma única fonte de verdade, importante para a tomada de decisões informadas e o planeamento estratégico. 

  • Eficiência e Escalabilidade

Essas ferramentas fornecem escalabilidade, permitindo que as práticas de governança e gerenciamento de dados evoluam com a organização. À medida que os volumes de dados crescem e as necessidades empresariais mudam, uma solução de software escalável pode adaptar-se, garantindo que os esforços de governação e gestão permanecem eficientes e responsivos. 

Palavras finais 

Para melhorar os dados de uma empresa, é fundamental ter uma boa ligação entre governança e gestão de dados. É essencial reconhecer que alinhar com êxito a governação e a gestão de dados é importante para transformar os dados num ativo fundamental para qualquer organização. Esse alinhamento simplifica a conformidade e a segurança dos dados e leva as empresas à excelência operacional e à inovação. À medida que avançamos na era do big data, ter uma abordagem unificada à governação e gestão de dados torna-se cada vez mais importante. 

Astera oferece soluções intuitivas projetadas para simplificar a complexidade das operações de dados, para tmangueiras que buscam agilizar seus processos de governança e gerenciamento de dados. Com sua interface amigável e poderosos recursos de automação, Astera facilita a integração perfeita de políticas de governança de dados e práticas de gerenciamento de dados. Experimente como Astera pode transformar suas iniciativas de governança e gerenciamento de dados inscrevendo-se em um 14-day free trial. 

Unifique a governança e o gerenciamento de dados

Capacite sua estratégia de dados com Asterasoluções intuitivas. Inscreva-se para um teste gratuito de 14 dias e otimize seus processos de governança e gerenciamento de dados hoje mesmo!

Inicie o seu teste gratuito
Você pode gostar
Uma introdução à governança ativa de dados
Um guia para governança automatizada de dados: importância e benefícios
O manual de governança de dados
Considerando Astera Para suas necessidades de gerenciamento de dados?

Estabeleça conectividade sem código com seus aplicativos corporativos, bancos de dados e aplicativos em nuvem para integrar todos os seus dados.

Vamos nos conectar agora!
vamos conectar